a importancia da participação dos pais na vida escolar dos filhos a importancia da participação dos pais na vida escolar dos filhos

Entenda a importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos

6 minutos para ler

A importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos é um assunto indispensável para pensar o desenvolvimento das crianças. Afinal de contas, o núcleo familiar e o ambiente escolar são os principais espaços de convivência na infância, onde são inaugurados os afetos e criados os primeiros laços de solidariedade.

Neste conteúdo, vamos discutir mais detalhes sobre a participação dos pais na vida escolar das crianças, além de dar algumas dicas sobre bons hábitos dentro de casa e explicar como a escola promove a união com os pais. Acompanhe a leitura!

Qual a importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos?

Quando a criança sente que existe uma relação mútua entre sua família e a escola, ou seja, que ambas as partes estão cooperando para seu pleno desenvolvimento, é natural que ela se sinta acolhida, amada e valorizada, o que lhe permite desenvolver uma boa autoestima e segurança para tomar decisões, se engajar em atividades e enfrentar os desafios do mundo.

Quanto mais a família pergunta aos filhos sobre o ambiente escolar, tira dúvidas com coordenadores e professores, participa de reuniões, mais chances a criança tem de desenvolver habilidades sociais e demonstrar um comportamento cooperativo.

Isso passa pela compreensão de que a importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos não se restringe a cobrar resultados. A participação significa entrar no mundo da criança, escutar, prestigiar, discutir, valorizar, fazer com que ela se sinta motivada.

Como estabelecer bons hábitos que se refletem na escola?

Separamos maneiras simples de criar hábitos em casa que vão contribuir para o desempenho da criança no ambiente escolar. Confira e tire suas dúvidas!

Estabelecer um tempo para estudo em casa

A rotina de estudos em casa é a peça-chave para um aprendizado constante. Não só isso, mas uma rotina de contato frequente com os livros e as lições de casa ajuda a criança a encontrar nessas atividades algo prazeroso, que fará falta se não for feito no horário certo.

Existem alguns caminhos para chegar até aí. Por exemplo, deixar um cantinho da casa dedicado aos estudos, geralmente no quarto da criança, estabelecer um horário que seja produtivo e ter um adulto por perto para tirar dúvidas e dar confiança.

Organizar uma rotina de horários

Colocar limites, longe de ser uma tarefa de pais conversadores, é uma postura que ajuda a criança a assumir responsabilidades e fazer escolhas com mais sabedoria. Um bom exemplo dessa atitude é organizar uma rotina de horários. Dessa forma, o costume com horários preeestabelecidos se refle fora do ambiente doméstico.

Os limites ajudam a criança a entender que liberdade é conquistada aos poucos, que o “não” dos pais é para que haja um “sim” no futuro próximo. Se hoje existe um tempo certo para comer, ir para a cama, brincar e estudar, amanhã as crianças vão reconhecer os benefícios desses limites e usufruir da liberdade construída com essa disciplina.

Estimular a leitura

Antes mesmo de a criança ser alfabetizada, já é possível apresentá-la ao mundo dos livros. Esse contato precoce é muito útil para que ela crie um sentimento de afeto pelos livros e construa uma relação com a leitura no futuro. Para crianças mais velhas, o estímulo à leitura, em detrimento a atividades como ver televisão e ficar nas redes sociais, está associado a vários benefícios.

Com os livros, as crianças têm contato com novas situações, novos lugares, novas culturas e, consequentemente, novas palavras e expressões que enriquecem o vocabulário desde cedo. Além disso, as narrativas acessadas por meio da leitura e oralidade deixam a criança em contato com o imaginário, o que ajuda a lidar com ideias e sentimentos com mais facilidade.

Quando a habilidade de leitura é estimulada em casa, a criança tende não passar por grandes dificuldades para interpretar lições de casa e textos escolares. Tudo isso se reflete diretamente nos momentos de avaliação de desempenho.

Como fortalecer a parceria entre pais e escola?

Veja, logo abaixo, como a gestão pedagógica pode demonstrar, na prática, que entende a importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos.

Realização de reuniões e eventos

As reuniões tradicionais continuam sendo uma ótima ferramenta para unir os profissionais da escola e os familiares para discutir questões relacionadas ao desenvolvimento dos alunos. É importante que as datas das reuniões sejam comunicadas com antecedência, de modo que todos consigam se programar da melhor forma para marcar presença.

No entanto, o contato da escola com as famílias não pode ficar restrito às reuniões. A organização de eventos festivos e educacionais contribui para esse tipo de aproximação tão importante, como feiras de ciência, seminários abertos para os familiares, apresentação dos alunos e festas tradicionais, como São João, Dia dos Pais, Dia das Mães e Natal.

Estar de portas abertas

É importante que os funcionários da escola estejam preparados para receber os familiares dos alunos. É comum que os horários das reuniões sejam inviáveis para muitos pais por conta do trabalho. A escola não pode dispensar o contato desses familiares que, mesmo por conta disso, desejam participar da vida escolar das crianças.

Da mesma forma que é importante fazer uma adaptação escolar para deixar as crianças confortáveis, os pais precisam se sentir confortáveis para tirar dúvidas, conhecer a equipe de professores e a estrutura da escola. É dessa forma que é possível criar um laço de confiança mútua.

Comunicação eficiente entre pais e escola

Os pais estão cada vez mais conectados e esperam que a escola também acompanhe as tendências e inovações que as ferramentas digitais têm proporcionado nos últimos anos. Site oficial, redes sociais com informações atualizadas e atendimento telefônico humanizado são algumas ações mínimas que podem fazer toda a diferença.

Agora você já sabe que a importância da participação dos pais na vida escolar dos filhos não se restringe a cobrar bons resultados. A participação é, na verdade, a construção de um laço de confiança que vai durar para a vida toda. Para isso, vimos que existem maneiras simples de estimular bons hábitos dentro de casa e fortalecer a parceria entre pais e escola.

Gostou do post? Se você quer ter acesso a mais dicas e novidades sobre educação, assine a nossa newsletter para receber nossos conteúdos exclusivos por e-mail!

Posts relacionados

Deixe um comentário