arte na educação infantil arte na educação infantil

Entenda o papel da arte na educação infantil e seus diferenciais

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

A arte na educação infantil favorece a imersão das crianças e jovens em diferentes linguagens e expressões. Ela propicia o desenvolvimento de habilidades gestuais, verbais e intelectuais, fatores imprescindíveis para a formação de cidadãos responsáveis e conscientes do seu papel na sociedade.

No entanto, ainda há poucas instituições de ensino que priorizam essas atividades no currículo escolar. Muitas vezes, faltam professores capacitados para promover atividades criativas e relevantes para o desenvolvimento das crianças. A seguir, apresentamos todo o potencial da arte no desenvolvimento dos alunos!

O papel da arte na educação infantil

A arte é uma forma de linguagem e expressão do que acontece na vida da criança. Ela é o primeiro meio que os alunos têm de falar sobre o seu mundo, mostrar os seus sentimentos e desenvolver habilidades motoras.

O ensino tradicional focado apenas em conteúdos fragmentados não explora todo o poder da arte na educação infantil e o papel dela na formação de cidadãos conscientes do seu papel na sociedade.

Na pedagogia Waldorf, por sua vez, entende-se que o ser humano possui os âmbitos do pensar, do sentir e da ação. Por isso, é preciso considerar todas essas questões na hora de educar as crianças e a arte tem um papel primordial nesse assunto. Segundo Luciana Betti, coordenadora da pós-graduação em Artes da Faculdade Rudolf Steiner, a arte tem a função de trabalhar o ser humano de forma integral.

“Uma escola Waldorf tem uma carga de artes ampla em seu currículo, pois quer formar bem os seus alunos. São professores muito bem preparados, sabendo exatamente o porquê da matéria que é dada, qual é seu objetivo, como ela atua e em que momento ela precisa ser trabalhada com a criança”, afirma a coordenadora.

A seguir, explicamos mais sobre o potencial da arte na educação infantil.

Expressão de emoções e sensações

Conforme a criança vai se desenvolvendo, ela passa a criar mecanismos para demonstrar o que sente e deseja. No início, isso pode vir por meio do choro ou de um sorriso. Com o passar do tempo, as crianças vão aprendendo novas maneiras de se expressar.

O desenho, por exemplo, não só ajuda a desenvolver habilidades motoras, mas também estimula a expressão de sentimentos por meio da escolha das cores. Cantarolar ou dançar também é uma maneira de demonstrar suas emoções de alegria ou tristeza.

Atualmente, as pessoas estão se conectando muito ao ambiente online, e a arte tem o objetivo de buscar a vivência do ser humano. “Ela tem o papel de reconectar a criança com o mundo real, não virtual, o que é fundamental”, destaca Luciana Betti,

Meio de comunicação

Se você observar a área da psicologia, poderá notar que os profissionais utilizam desenhos para se comunicar e entender os sentimentos das crianças. Logo, a arte também é uma forma de comunicação das crianças e jovens com o mundo à sua volta.

Outro fator importante ao considerar a arte na educação infantil é que, no ensino fundamental, as crianças vão aprender sobre o alfabeto e a formação de palavras. Isso exige a habilidade motora para segurar um lápis e fazer todas as formas padronizadas dessas letras. Logo, a arte está conectada ao poder de comunicação e escrita.

Por esses motivos, na pedagogia Waldorf estimulamos que os professores aprendam diferentes expressões artísticas para que possam trabalhar esses conteúdos em sala de aula. “A gente trabalha com a arte dentro do currículo. Permitimos que ela aconteça em todos os níveis, tem aula de desenho, pintura, modelagem, luz e escuridão, trabalhos manuais. Tudo que tem a ver com a linha e a superfície que criam esses objetos, roupa, almofada, tricô, crochê”, comenta Luciana Betti.

Transformação do espaço escolar em experimentação

Estimular a criação de formas e o uso de cores também é uma maneira de propiciar a experimentação e a descoberta sobre objetos, materiais e sensações. O uso de massinhas de modelar, elementos naturais como areia e brita, papel e tinta ajudam a criança a entender sobre formas, tamanhos e cores.

A arte com objetos do cotidiano auxilia as crianças na interpretação das informações externas que recebem, o que aguça a sensibilidade e a capacidade de testar diferentes estilos.

“Não é só quando a criança senta e pinta que ela está em contato com a cor. Quando a professora faz um canteiro e planta flores, elas são coloridas. Então, a professora está fazendo arte com as crianças. Quando a educadora prepara a mesa do lanche e coloca uma toalha bonita azul com guardanapo, ela também está pintando o ambiente para as crianças. Portanto, a arte na educação infantil vai muito além do que só aquele trabalho que é feito no papel e massinha, é um trabalho que perpassa todo o ambiente”, enfatiza Luciana.

Desenvolvimento da linguagem corporal

O brincar pode ser compreendido como um dos momentos em que as crianças podem criar de forma livre e artística. Dar vida ao mundo que as cerca por meio da imitação.

Diferenciais que a arte traz para desenvolvimento da criança

A seguir, apresentamos alguns benefícios da arte para o desenvolvimento das crianças e jovens ao longo da vida.

Sensibilidade criativa

A arte é uma ferramenta útil para as crianças poderem expressar sentimentos e para estimular a criatividade. Com o uso de diferentes materiais e cores, elas podem experimentar, destruir e reconstruir formas e mudar conceitos.

Essas habilidades são úteis para o futuro, pois a criatividade é primordial para “pensar fora da caixa” e solucionar problemas do cotidiano. “Eu acho que a arte vai ter um papel cada vez mais importante nessa sociedade que vai se polarizar muito. É só com criatividade que a gente vai encontrar um caminho bom daqui para frente. São as artes que desenvolvem isso, essa postura artística para olhar para o mundo”, ressalta Betti.

Leitura do mundo e de si próprio

A arte permite que as crianças possam conhecer o mundo de uma forma pessoal e única, ao recriá-lo por meio de uma expressão pessoal que jamais será igual aos dos demais colegas. Afinal, a criança é capaz de observar, pegar determinado material e transformá-lo em algo que pensou. Com isso, ela está assumindo um papel proativo e construindo algo.

Elevação da autoestima

O uso de materiais e a criação de diferentes formas também são atividades que contribuem para elevar a autoestima dos alunos da educação infantil. Isso porque eles percebem as habilidades que vão desenvolvendo ao longo do tempo e passam a ganhar mais confiança naquilo que são capazes de realizar.

Desenvolvimento cognitivo e motor

Pode ser um grande desafio conseguir implementar um ensino de qualidade e mostrar todo o potencial da arte na educação infantil, porém, esse também é o papel do educador na escola. O aprendizado de formas artísticas faz parte de uma educação humanizada, que hoje é considerada uma vertente importante na construção do saber e preparação das crianças para o futuro.

Se você acredita na importância da arte para o desenvolvimento dos pequenos, talvez possa se interessar pela nossa graduação em Pedagogia ou especialização em Artes. Oferecemos um curso que se propõe ao desenvolvimento humano também mediado pelas artes.

“A pedagogia Waldorf considera a arte como algo importantíssimo. A gente trabalha com ela dentro do currículo, abrindo espaço nas matérias”, evidencia Luciana Betti.

Você se identificou com a pedagogia Waldorf? Então, entre em contato e venha nos fazer uma visita!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário