curso presencial de pedagogia curso presencial de pedagogia

Curso presencial em pedagogia: debate e pesquisa

6 minutos para ler

Você está pensando em estudar pedagogia, mas tem dúvidas sobre qual tipo de curso escolher? Há muitas opções de ensino a distância com grades curriculares que exigem pouca presença em sala de aula. Isso traz facilidade para o dia a dia, é claro, mas também oferece alguns riscos na formação do professor. Já um curso presencial de pedagogia proporciona a troca de experiências e o convívio social.

A escolha, portanto, deve considerar a qualidade da educação oferecida pela instituição de ensino e o tipo de formação profissional que você está buscando. Neste artigo, apresentamos as principais diferenças entre os dois modelos. Vamos conferir?

Educação a distância e presencial

Antes de escolher qual é o melhor modelo de ensino para atender as suas necessidades, é importante compreender como funcionam os cursos EAD (Educação a Distância) e os presenciais. O primeiro consiste em realizar a maior parte das disciplinas online, deixando apenas provas e atividades práticas para desenvolver em sala de aula. Portanto, o curso não precisa de muita infraestrutura e a maioria das informações chega por vídeos e materiais disponibilizados na web.

O método presencial, por sua vez, valoriza a troca de experiências e ideias entre professores e alunos. Logo, existe um viés mais humanista nessa relação, o que é muito importante para o desenvolvimento de um educador.

É importante pensar que um professor terá contato direto com os estudantes em sala de aula e para isso precisa ter um conhecimento profundo sobre o ser humano e como funcionam suas relações e seu processo psicológico.

“Conforme o professor vai se nutrindo de um repertório cada vez maior de conhecimento sobre a humanidade, de saberes que a cultura produziu, mais condições ele vai ter diante dos alunos de adotar posturas éticas, coerentes com este processo de desenvolvimento do aluno, tentar estabelecer ou favorecer o estabelecimento de relações sociais mais produtivas, mais harmônicas, além de poder se colocar numa condição de liderança”, salienta Marcelo Rito.

Problemas do EAD em Pedagogia

O ato de educar é uma forma de praticar a política. A intenção não é convencer sobre determinadas ideias do professor, mas oportunizar um diálogo em torno da construção do saber.

Por exemplo: educação não consiste apenas em comprar livros didáticos e tentar ensinar um filho por conta própria para que ele aprenda os seus valores. É necessário pensar qual é a humanidade que desejamos para o futuro, com pessoas tolerantes às diferenças sociais e culturais.

Partindo desse princípio, um curso EAD permite a formação do aluno por meio da literatura e o contexto cultural de determinada época. Todavia, não estimula a compreensão do universo como um todo, repleto de possibilidades, relações afetivas e poderes.

Ao transformar todo um contexto cultural em um conjunto de vídeos e discussões via chat você não cria a possibilidade da construção interna da ética e o confronto com situações mais difíceis.

Baixa qualidade do ensino

Outro problema observado em muitos cursos EAD é o perfil do aluno que ingressa na graduação: do total, 20% dos estudantes de pedagogia fazem apenas 500 pontos no ENEM. Essa é uma nota muito baixa e pode apenas piorar o contexto de um aluno que estuda a distância e fica sem prática em sala de aula.

Para complementar, um estudo do Todos pela Educação avaliou o nível de aprendizado dos estudantes do ensino a distância e presencial. Na comparação, foi possível perceber que os alunos dos cursos em sala de aula recebem melhores notas no ENADE – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes, o que dá a entender que o ensino presencial ainda é melhor.

Além disso, países como Chile e Peru não disponibilizam cursos EAD para a formação de professores e são os que têm demonstrado maior avanço no nível da educação. Seria esse um aspecto a se pensar? Inclusive, o Peru já proibiu a abertura de cursos a distância a partir de 2020.

Para Marcelo Rito, o EaD não inviabiliza o aprendizado, mas produz outra concepção de educação. Ele valoriza apenas o acúmulo do conhecimento, o volume de saberes e a erudição como resultado de uma formação, sem considerar a concepção humanista do profissional. Um professor que aprende por EaD tem a tendência de valorizar o conteúdo no lugar da relação, mas isso não significa que vai acontecer, ou que seja fatal.

Motivos para optar pelo curso presencial de pedagogia

O curso presencial de pedagogia tem o papel de valorizar a relação social e a produção da ética individual. Segundo Rito, essa ética individual é quando a pessoa mergulha no fundo de si mesmo e reconhece que lá no fundo de si existe o outro. Ele reconhece a si mesmo e também consegue constituir uma relação com as pessoas.

Logo, a tendência é de uma formação mais completa unindo o saber literário à experiência em sala de aula. A convivência com outras pessoas oportuniza a troca de informações, auxilia no amadurecimento do profissional e facilita o acompanhamento do aprendizado de cada aluno.

O contato com o ambiente acadêmico também favorece o fortalecimento das relações de amizade e aumenta a bagagem cultural do aluno, que pode conviver com pessoas de realidades completamente diferentes da sua. Assim, ele também terá mais facilidade para compreender as dificuldades e vivências de seus alunos. Em muitos casos, os cursos presenciais também propiciam a formação de grupos de estudo e a participação em projetos de extensão.

Portanto, um curso presencial de pedagogia pode ser a opção mais adequada para muitos jovens. Afinal, a atividade do educador está diretamente relacionada ao contato com seus alunos, experiência em sala de aula e compreensão sobre as dificuldades do outro.

Também é importante compreender que o contexto da graduação é “formar uma pessoa com repertório humano baseado na relação com o outro e no estabelecimento de uma ética pessoal”, reforça Rito.

Curso de Pedagogia da Faculdade Rudolf Steiner

A faculdade trabalha com um curso presencial de pedagogia e oferece aos estudantes uma formação ampliada pela antroposofia. O curso tem uma visão humanista e valoriza o conhecimento das diferentes práticas pedagógicas.

O curso de pedagogia da faculdade Rudolf Steiner também recebeu avaliação 5 no MEC, a nota máxima concedida pela instituição. O método de ensino valoriza a integração entre teoria e prática, com atividades práticas de artes e música.

Enfim, é importante considerar as diferenças entre os dois tipos de ensino antes de escolher entre um EAD e um curso presencial de pedagogia. Aproveite para se questionar “qual é o tipo de profissional que desejo ser?” antes de fazer essa escolha. E que tal conhecer um pouco mais sobre nossa faculdade? Veja como funciona o nosso curso de pedagogia!

Posts relacionados

Deixe um comentário