educação humanizada educação humanizada

Educação humanizada: descubra o que é e entenda sua importância

7 minutos para ler

O ensino envolveu processos semelhantes ao longo de décadas. Hoje, vemos cada vez mais pessoas preocupadas em garantir que o aprendizado de crianças e adolescentes ocorra de forma eficaz e, ao mesmo tempo, respeitando a individualidade de cada aluno.

Prova disso está na valorização da educação humanizada, uma abordagem conhecida por proporcionar inúmeros benefícios aos profissionais e aos grupos que atendem.

Se você pretende trabalhar na área ou está inserido nesse mercado, precisa compreender as diversas formas de transmitir conhecimentos. Então, acompanhe o conteúdo que preparamos e tire suas dúvidas!

Powered by Rock Convert

Entenda o conceito de educação humanizada

No dicionário, humanizar significa tornar humano, dar ou adquirir condição humana. Tal definição já mostra que uma educação baseada nesse termo propõe algo diferente do modelo tradicional.

Antigamente, era comum que os jovens convivessem longos períodos com os mestres responsáveis pelo ensino das profissões e de competências básicas. Com o tempo, o modo de aprender mudou e os alunos passaram a se concentrar dentro de escolas.

Essa estrutura priorizou a construção de perfis profissionais que pudessem ser facilmente inseridos no mercado. Para isso, as informações precisavam ser passadas de forma objetiva, visando a assimilação rápida. O mundo moderno, no entanto, trouxe desafios que merecem atenção.

Um deles é o distanciamento mantido entre quem educa e quem aprende. Na chamada era da informação, tudo muda muito rápido e novos recursos surgem para modificar o modo de fazer as coisas — sendo a tecnologia uma das principais responsáveis pela alteração de ritmo.

Nesse cenário, a impressão é de que as pessoas têm pouco ou nenhum tempo para se dedicar ao outro, ou seja, para construir relações de qualidade. Tal condição se apresenta em muitos ambientes de ensino, principalmente naqueles limitados à base comum curricular.

A educação humanizada, portanto, surge como uma alternativa para formar cidadãos completos em diferentes âmbitos. Seu objetivo é fazer com que o aluno se sinta acolhido e pertencente aos grupos com os quais convive — seja na escola, seja em outros espaços.

Muito mais que aprender fórmulas e decorar conceitos, as pessoas precisam desenvolver a inteligência emocional desde cedo. Essa formação abrangente será útil no momento de aproveitar as oportunidades, encarar os desafios e contornar os obstáculos da vida.

O foco da educação humanizada não deve estar apenas na transmissão de conhecimentos relacionados a diferentes áreas. Ele deve ir além e valorizar o processo de desenvolvimento humano de cada indivíduo, sempre buscando o aprimoramento de capacidades como a empatia e a colaboração.

Conheça as vantagens para os profissionais da Pedagogia

Quem trabalha com uma educação humanizada deve ser capaz de compreender um indivíduo em sua totalidade e reconhecer que todas as pessoas, independentemente da idade, carregam seus próprios sonhos, medos e frustrações.

Ainda que os benefícios dessa abordagem fiquem mais evidentes na formação dos jovens, ela também pode favorecer os profissionais da Pedagogia. Primeiro porque tende a reduzir conflitos entre os estudantes, afinal, toda a convivência (em sala ou fora dela) dos alunos é acompanhada pelo educador.

Com a humanização é possível criar um ambiente propício para o diálogo sem julgamentos, o que faz com que crianças e adolescentes sintam-se à vontade para expor possíveis incômodos a um responsável. Dessa forma, o problema pode ser resolvido rapidamente, evitando brigas e frustrações.

Outro ponto positivo da educação humanizada está na qualificação do corpo docente. Para que seja colocada em prática, ela exige que os profissionais envolvidos estejam sempre em constante desenvolvimento. A finalidade é contribuir com a formação das próximas gerações e de uma sociedade mais justa.

Saiba como os alunos podem se beneficiar

Mudar a realidade da educação tradicional permite aos alunos estabelecer laços com seus colegas, professores e outras pessoas com as quais convivem. Essa relação próxima é fundamental para que todos cresçam juntos e possam desfrutar desse processo.

Para esse grupo, um dos principais benefícios da educação humanizada está no aumento da motivação. Afinal, todo caminho se torna mais interessante quando é percorrido com pessoas que se entendem, se respeitam e se ajudam.

Outra vantagem que merece destaque é o desenvolvimento de habilidades pouco exploradas no ensino tradicional. Atividades lúdicas e exercícios que envolvem música, arte ou culinária, por exemplo, podem ser extremamente eficientes para estimular tanto a parte física quanto a intelectual.

A formação de alunos mais equilibrados, tolerantes e autônomos certamente repercutirá no ambiente doméstico, colaborando para a criação de laços familiares fortes, com vínculos que conduzem à responsabilidade pelo bem-estar de seus membros.

Instituições que buscam uma abordagem pedagógica humanizada também ensinam valores importantes e preparam seus alunos para exercer a cidadania. Inclusive, boa parte das competências abordadas são bastante requisitadas no mercado de trabalho atual.

Com tantos pontos a favor, é esperado que o desempenho dos alunos melhore significativamente. O resultado vem na forma de aprimoramento da concentração, maior engajamento nas aulas e diminuição da evasão.

Aprenda a colocá-la em prática

Para caminhar para uma abordagem humanizada no ambiente escolar, é preciso contar com a participação de diferentes grupos. Em uma escola, por exemplo, a aplicação de um novo modelo de educação precisa envolver pais, professores, alunos e funcionários.

É interessante fazer uso da tecnologia, visto que se trata de um recurso tão presente no dia a dia das pessoas. Em alguns casos, essa ferramenta pode ser a ponte de comunicação entre grupos distintos e permitir que se mantenham conectados.

Também é importante focar no desenvolvimento da inteligência emocional e das habilidades socioemocionais. Tal condição é indispensável para a formação de indivíduos confiantes e capazes de lidar com as mais diversas situações do cotidiano.

Além disso, vale pensar em formas de promover as interações sociais para que os alunos aprendam a ouvir, expor opiniões, participar de debates e trabalhar em conjunto. Todas essas práticas podem ser incentivadas sem ignorar a individualidade.

O educador deve atuar como guia, afinal, é ele quem aponta o caminho e conduz suas turmas a experimentar novas atividades. Diferentemente do que faria no passado, ele precisa atuar mais como um ajudante do que como uma figura de autoridade.

Os alunos, por sua vez, devem ter protagonismo para que compreendam sua importância na construção de um ambiente mais harmônico, pacífico e inspirador. Em outras palavras, é preciso dar condições para que saibam que são tão especiais quanto seus colegas e seus guias.

Se for aplicada dessa forma, a educação humanizada tem boas chances de transformar vidas para melhor e, consequentemente, diversos aspectos da sociedade. Aos profissionais da área, cabe buscar opções de formação que estejam alinhadas a esse modelo transformador.

Gostou do tema deste artigo e quer ficar por dentro de outros conteúdos? Então, assine agora a nossa newsletter!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário