escola do futuro escola do futuro

O que esperar da escola do futuro segundo o Fórum Econômico Mundial?

6 minutos para ler

Você já percebeu que o modelo tradicional de ensino está ultrapassado? As tecnologias foram surgindo e muitas instituições de ensino não se adaptaram às mudanças. Como esses alunos serão capazes de atender às necessidades do mercado de trabalho se o ensino está engessado?

Segundo o Fórum Econômico Mundial, a escola do futuro precisa direcionar a atenção para o desenvolvimento de novas habilidades, como capacidade analítica, inovação, criatividade e colaboração.

Quer saber mais sobre esse assunto? É só continuar a leitura!

Powered by Rock Convert

O que é o Fórum Econômico Mundial?

O Fórum é uma organização internacional para a cooperação mútua entre instituições públicas e privadas. Ele tem como objetivo discutir temas relacionados à política, negócios, cultura e outras agendas globais e industriais.

O evento foi criado em 1971 em Genebra, na Suíça. Ele se destaca por estudar e analisar as mudanças globais na tentativa de elevar os padrões de governança e desenvolvimento do mundo.

Durante o evento de 2020, o Fórum Econômico Mundial identificou 16 escolas que estão preparando crianças e jovens para as mudanças do mercado de trabalho para os próximos anos. Essas escolas do futuro estão situadas em cinco continentes e trabalham para aprimorar o sistema educacional, incluindo no currículo as habilidades necessárias para atuar na era da Indústria 4.0.

Chamada de Educação 4.0, o novo modelo precisa desenvolver habilidades multitarefas e a capacidade de trabalhar em equipe para melhorar o desempenho das empresas.

O que esperar da escola do futuro?

O modelo de educação do futuro promete revolucionar o conceito de ensino-aprendizagem que existe na maior parte das instituições de ensino. Ele demanda um professor atento para o que acontece no mundo, pois ele terá que se adaptar às mudanças e tecnologias para saber ensinar.

Durante o Fórum Econômico Mundial, os profissionais conseguiram chegar a um modelo de escola de futuro com qualidade. Veja quais são as principais características definidas no relatório sobre o futuro da educação:

  1. Visão global: os alunos precisam entender que é necessário pensar globalmente para desenvolver práticas de crescimento sustentável;
  2. Inovação e Criatividade: essas características serão imprescindíveis no mercado de trabalho, incluindo a capacidade de analisar dados, resolver problemas e ter um pensamento crítico;
  3. Tecnologia: a escola do futuro também precisa incluir atividades de programação e ensinar sobre o conhecimento e responsabilidade no ambiente digital;
  4. Interpessoalidade: o novo profissional também precisará desenvolver sua inteligência emocional, sendo capaz de liderar equipes, cooperar e negociar em situações complexas;
  5. Aprendizado personalizado: o novo modelo de educação deve focar menos no processo básico de ensino — em que todos aprendem do mesmo jeito — para a flexibilização da capacidade de se desenvolver individualmente;
  6. Ambiente acessível e inclusivo: o aluno não precisa estar, necessariamente, em uma sala de aula para aprender. Logo, a escola do futuro deve dar acesso ao aprendizado em diferentes ambientes e situações;
  7. Colaboração e resolução de problemas: a escola 4.0 também precisa focar no modelo de colaboração no processo de ensino-aprendizagem, em que uns aprendem com os outros e trabalham para encontrar a solução dos problemas;
  8. Estudo constante: os profissionais também precisam entender que não existe um limite para aprender. Portanto, a escola vai estimular um modelo contínuo de estudo e desenvolvimento de habilidades.

Quais são os principais modelos de escolas do futuro?

Durante o Fórum Econômico Mundial, também foram apresentados alguns exemplos de escolas 4.0. Separamos alguns deles para você compreender melhor como esse método já está sendo implementado em alguns locais.

Canadá

No Canadá, foi criado um programa especial de aulas após o período escolar. Nele, os alunos têm acesso a alguns ambientes de trabalho em empresas de tecnologia para que possam compreender como funcionam os desafios na “vida real”.

Indonésia

Uma escola da Indonésia utiliza um ambiente diferenciado para estimular o aprendizado. Ela foi desenvolvida com um design ao ar livre para que os estudantes tenham contato com a natureza. Ela trabalha com foco na sustentabilidade, utilizando apenas 10% da energia consumida nas demais escolas.

Mali

Nesse local, uma instituição de ensino trabalha em parceria com as empresas para identificar problemas na comunidade e encontrar soluções inovadoras. Dessa maneira, os estudantes conseguem desenvolver protótipos que contribuem para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Peru

Uma rede de escolas localizadas no Peru e no México utiliza um modelo diferenciado de ensino. Uma parte das atividades envolve o desenvolvimento de projetos colaborativos, enquanto outra etapa é realizada por meio de plataformas online.

Quais são os conteúdos que devem ser inseridos nas grades curriculares?

O novo modelo educacional precisa incorporar atividades diferenciadas em seu processo de ensino-aprendizagem. Isso porque entende-se que o aluno não deve saber apenas solucionar questões matemáticas básicas no seu dia a dia. Será necessário entender mais sobre os dados e o reflexo deles para o sucesso na resolução de problemas.

Além disso, o ambiente corporativo estará cada vez mais complexo, tecnológico e voltado ao trabalho colaborativo. Logo, os alunos das escolas do futuro também desenvolverão habilidades para lidar com esse novo contexto.

Será muito importante saber se adaptar rapidamente às mudanças, ser uma pessoa orientada a dados e encontrar soluções criativas para os desafios. A escola 4.0, portanto, será responsável por estimular o desenvolvimento dessas habilidades ao sair do ambiente exclusivo dos livros e direcionar sua atenção a outros fatores do cotidiano.

Cada vez mais, será necessário ter habilidades como criatividade e facilidade para lidar com o ambiente digital. Por isso, as escolas também precisam desenvolver atividades que estimulam a criatividade e inovação, com métodos mais interativos em sala de aula. Nesse contexto, muitos projetos lúdicos como música e arte são excelentes para estimular esse novo modo de pensar nos estudantes.

Como você pode perceber, a escola do futuro precisará ser mais interativa e focada no desenvolvimento individual do aluno. É muito importante dar atenção não apenas ao conteúdo tradicional, mas também desenvolver uma educação humanizada que estimula o aprendizado de habilidades sociais, emocionais e tecnológicas.

Afinal, será exigido do profissional do futuro habilidades relacionadas à análise de dados, resolução de problemas e capacidade de se adaptar às novas tecnologias. Tudo isso impacta diretamente a necessidade de formar professores capacitados para lidar com esse contexto.

Está em dúvidas se vale a pena se tornar um educador? Conheça os principais motivos que levam as pessoas a escolherem essa profissão!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário