graduação em Pedagogia graduação em Pedagogia

O que esperar de uma graduação em Pedagogia?

11 minutos para ler

A graduação em Pedagogia, além de bastante procurada, é uma formação de extrema importância social. Afinal de contas, são os pedagogos os responsáveis por conduzir os processos de ensino-aprendizado e o desenvolvimento do indivíduo em diversas esferas. Aqui, estamos falando não da alfabetização, mas também da promoção de habilidades e competências socioemocionais, psicomotoras, entre outras.

Outro motivo que faz da graduação em Pedagogia um curso de alta demanda é a vasta gama de atuações, tanto para o profissional formado quanto para o estudante — que pode estagiar em diferentes campos e, assim, escolher aquele que mais se alinha aos seus objetivos e expectativas. Isso certamente garante mais chances de satisfação na carreira.

Se você tem interesse em cursar Pedagogia, separe alguns minutos para a leitura deste post. A seguir, trouxemos as principais informações que um futuro estudante da área deve sabe saber, como as disciplinas ofertadas na formação, possibilidades de estágio, motivos concretos para optar por essa graduação etc. Vamos acompanhar?

1. Quais as principais disciplinas do curso de pedagogia?

Por mais que você já tenha pesquisado superficialmente sobre a grade curricular do curso de Pedagogia, é importante entender bem o funcionamento da formação para saber o que o espera pela frente e não ser pego por surpresas. Temos que considerar, também, o fato de que a graduação passou por grandes transformações nos últimos anos.

Os processos de ensino-aprendizado foram impactados pela dinâmica da atualidade, cada vez mais conectada e consumidora de informações. Contudo, ignorar o fato de que o ser humano também precisa ser estimulado culturalmente e artisticamente é um erro gravíssimo. Em meio a uma sociedade que exige muito das pessoas, a demanda por educadores que entendam que indivíduos têm inteligências diversas e aprendem de formas diferentes é crescente.

Por isso mesmo, é importante buscar por um curso de Pedagogia atualizado e humanizado. Ou seja, que realmente forme profissionais capazes de lidar com indivíduos diversos que absorvem conteúdos de maneiras diferentes. Ou seja, é muito mais do que simplesmente exercer uma profissão, mas impactar individualmente, os membros da sociedade.

Isso pode ser percebido por meio do conteúdo programático da graduação de interesse, portanto, não deixe de observar a grade curricular.

A seguir, dividimos as matérias oferecidas em um curso de Pedagogia com as características citadas acima por eixos. Assim, fica mais fácil perceber a lógica da graduação e por que ela é tão importante na formação do ser humano. Acompanhe!

  • formação cultural: matérias que focam na compreensão do ser humano, da sociedade e da educação, como História, Psicologia, Antropologia, Sociologia, Filosofia etc.
  • formação pedagógica: disciplinas que guiam a atuação do educador em sala de aula, exercendo a docência, planejamento e avaliando processos educacionais etc;
  • formação artística e social: é justamente aqui que entra o conceito de ensino humanizado, por meio de disciplinas que promovem o autoconhecimento e a lapidação do indivíduo por meio da exercitação artística, musical e corporal.

Ficou mais claro o que esperar de uma graduação em Pedagogia? A seguir, falaremos detalhadamente sobre algumas das matérias abordadas. Veja!

1.1. História

O estudo da História em um curso de Pedagogia fornece o embasamento necessário para que o aluno compreenda os princípios da sociedade e elementos importantes referentes a ela, como comportamento, cultura, arte, entre outros aspectos. Aqui, também entram em pauta matérias como História da Educação no Brasil e no mundo, fundamentos do ensino da disciplina etc.

1.2. Filosofia

A Filosofia da Educação também é estudada em uma graduação em Pedagogia. Trata-se da disciplina que promove a discussão acerca dos processos e sistemas educativos, metodologias didáticas, entre outros pontos. Para isso, é colocada em pauta a compreensão das relações entre a aprendizagem e o funcionamento da sociedade — por meio das constatações de pensadores influentes na área.

1.3. Didática

A Pedagogia é o curso ideal para quem quer ser professor ou atuar nos campos de coordenação, direção, orientação escolar, gestão, pesquisa, entre outros voltados à área acadêmica. No entanto, é indispensável que um pedagogo seja capaz de transmitir conteúdo e informações para os alunos de maneira clara e didática, e é aqui que essa disciplina entra com conceitos relevantes à prática da docência.

1.4. Psicopedagogia

Lembra que comentamos o quão fundamental é entender que os indivíduos não necessariamente aprendem da mesma maneira? O pedagogo deve estar preparado para lidar com a individualidade de seus alunos. Por meio da matéria de Psicopedagogia, o futuro profissional entende como o conhecimento é construído e descobre diferentes processos de ensino, contribuindo com uma educação mais eficiente e inclusiva.

1.5. Gestão Educacional e Escolar

Uma das vantagens da graduação em Pedagogia, conforme dito, é que o profissional pode atuar em diferentes áreas. Uma delas é a gestão educacional e escolar. Por meio dessa disciplina, o futuro pedagogo receberá o embasamento necessário para entender o cotidiano de uma instituição de ensino e administrá-lo com eficiência, criando estratégias de aprendizado, otimizando processos, definindo metodologias etc.

2. Como funcionam os estágios em pedagogia?

Com a duração média de 3 anos, a graduação em Pedagogia é ofertada na modalidade licenciatura, que é diferente do bacharelado. Isso significa que o curso tem como objetivo formar profissionais aptos a darem aulas. No caso do pedagogo, a docência é possível na educação infantil (pré-escola) e nos primeiros 5 anos do ensino fundamental.

No entanto, atuar como pedagogo é também saber ensinar para pessoas de todas as idades, dominando diferentes metodologias (como a Waldorf), ou seja, aquelas que vão além das mais tradicionais — que envolvem provas, notas, divisão do conteúdo por matérias, separação por séries etc. Existem profissionais que optam por trabalhar com a educação de jovens e adultos que, por algum motivo, não deram continuidade aos estudos ou não tiveram acesso à escola na infância.

Vale ressaltar, também, que nem todo professor é um pedagogo, mas todo pedagogo, independentemente de exercer ou não a função, é um professor. Ao longo da formação, ele aprenderá tanto o conhecimento necessário para atuar no magistério quanto na área de serviços — apoio escolar, coordenação, elaboração de processos educativos (não só para escolas, como veremos adiante) entre outras. Fazer estágios durante a graduação é a melhor forma de entender qual o caminho ideal para a sua carreira.

O estagiário de Pedagogia poderá trabalhar nos seguintes segmentos:

  • sala de aula, observando a atuação do professor e adquirindo experiência;
  • administração escolar, aprendendo a gerenciar o os recursos (tanto humanos quanto materiais e financeiros) de uma escola;
  • coordenação pedagógica, acompanhando os educadores e coordenadores para entender a rotina do ambiente escolar;
  • pedagogia empresarial, ajudando no desenvolvimento de projetos educacionais e culturais voltados para empresas, ONGs etc;
  • pedagogia hospitalar, auxiliando o professor na educação de crianças, jovens e adultos internados;
  • educação especial, participando da criação de materiais didáticos junto a educadores e auxiliando em aulas para pessoas portadoras de necessidades especiais.

Vale ressaltar que, a depender da faculdade escolhida, o aluno de Pedagogia deverá participar de um estágio obrigatório supervisionado. A prática faz parte do currículo da graduação e da carga horária do curso, ou seja, para concluí-lo, o estudante precisa passar por essa experiência como uma disciplina obrigatória.

O estágio obrigatório é ligado à faculdade e o aluno atua em uma empresa ou instituição parceira, sem desenvolver relação trabalhista com o local. Além disso, a prática é supervisionada de perto por um professor, que acompanha as atividades executadas pelo aluno e elabora um relatório para a aprovação ou não na disciplina.

3. Por que fazer o curso de Pedagogia?

Mesmo em meio aos desafios relacionados à educação no Brasil, a graduação em Pedagogia continua sendo bastante procurada por jovens e adultos que desejam ingressar no ensino superior. De acordo com o último Censo da Educação Superior, o curso configura o topo da lista de formações com maior número de matrículas na modalidade licenciatura.

Já em um contexto geral, a graduação em Pedagogia fica atrás em número de estudantes apenas em relação aos cursos de Administração e Direito.

A possibilidade de poder trabalhar em campos diversos, o que contribui com maiores chances de empregabilidade, é certamente um dos fatores que impulsiona essa procura. Além disso, é inquestionável o papel que um educador exerce no desenvolvimento de uma sociedade melhor — afinal de contas, é ele que transmite e media o conhecimento entre seus alunos. A seguir, listamos detalhadamente por que você deve fazer uma graduação em Pedagogia. Vamos acompanhar?

3.1. Impactar pessoas e a sociedade

A função do pedagogo é essencial ao desenvolvimento humano e ao aprimoramento da sociedade no geral. Isso se reforça ainda mais quando pensamos que uma das funções desse profissional é colaborar com a qualidade do ensino no país, tanto em sala de aula como em demais lugares. Cabe a ele transmitir o conhecimento que tem para o próximo, contribuindo, também, em outros aspectos da vida de um indivíduo, como formação de caráter, estímulo de habilidades, criação de relacionamentos interpessoais saudáveis etc.

O profissional que opta por trabalhar na educação infantil, por exemplo, atua com crianças com idades de 0 a 6 anos — ou seja, em fases na qual o desenvolvimento integral dos pequenos deve ser estimulado. Elaborando atividades que envolvem fatores cognitivos e socioemocionais, o pedagogo impacta diretamente a vida dessas pessoas.

O mesmo vale para o profissional que trabalha com séries iniciais do fundamental — aperfeiçoando processos de alfabetização, interpretação de texto e situações, expressão escrita e oral etc — e com a educação de jovens e adultos. Nesse último caso, cabe ao pedagogo reintegrar essas pessoas à sociedade e ao mercado de trabalho, uma vez que muitos desses indivíduos, já em idades mais avançadas, ainda não sabem ler e escrever.

3.2. Oportunidades amplas no mercado de trabalho

Um equívoco comum é pensar que as possibilidades de atuação para o pedagogo estão restritas à sala de aula. Neste texto, já demos vários exemplos de como esse profissional pode trabalhar em demais setores que não sejam o magistério. Indo mais além, nos dias de hoje, o formado em Pedagogia encontra um mercado promissor com oportunidades que também acontecem fora do ambiente escolar.

É claro que parte considerável dos pedagogos acaba optando por seguir carreira de professor, coordenador, diretor, entre outros cargos presentes em escolas. No entanto, algumas tendências de mercado mostram que esses profissionais são também requisitados em empresas e até mesmo hospitais!

Na pedagogia empresarial, por exemplo, o pedagogo presta suporte e elabora planos de educação que visam mudanças no comportamento dos colaboradores. O intuito é que eles não só adquiram conhecimentos, como também desenvolvam habilidades que contribuam com o exercício de suas funções. Já na pedagogia hospitalar, cabe ao profissional garantir que as pessoas em idade escolar internadas tenham o devido acesso à educação, por direito.

3.3. Desenvolvimento pessoal

As experiências vividas pelo pedagogo em sua carreira são úteis não apenas para aqueles beneficiados com o seu conhecimento. Na verdade, a atuação desse profissional funciona como uma via de mão dupla: ou seja, ele também aprende — e muito — ao exercer sua profissão, o que colabora com o seu próprio desenvolvimento enquanto ser humano.

Em contato com pessoas de contextos, visões, valores e culturas distintas o pedagogo aprende a lidar melhor com diferenças e consegue, ao longo de sua trajetória, adaptar a transmissão do conteúdo para garantir o entendimento de todos. Sem falar que ele mesmo desenvolve em si habilidades muito importantes para o exercício da profissão e para a vida, como empatia, criatividade, tolerância, interesse, proatividade, boa comunicação, entre outras.

Viu como a graduação em Pedagogia oferece possibilidades de atuação diversas, não só aquelas referentes à sala de aula e ao ambiente escolar? Isso potencializa as chances de empregabilidade em meio a um mercado competitivo. Sem falar que o curso contribui com a qualidade de um dos mais importantes pilares da vida humana: a educação. O ensino humanizado e focado nas necessidades do indivíduo facilita a absorção da informação e, consequentemente, integra as pessoas à sociedade por meio do conhecimento.

E então, gostou de conhecer as principais informações sobre a graduação em Pedagogia? Caso tenha restado quaisquer dúvidas ou até mesmo para conhecer a nossa formação, entre em contato agora mesmo com o time da Faculdade Rudolf Steiner!

Posts relacionados

Deixe um comentário