Pedagogia Waldorf Pedagogia Waldorf

Entenda os princípios da Pedagogia Waldorf na infância

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

A pedagogia Waldorf utiliza uma metodologia diferenciada para estimular o aprendizado das crianças e dos jovens. Ela valoriza cada fase formativa dos alunos, incentivando o desenvolvimento de habilidades sociais, emocionais, cognitivas e corporais que serão úteis para toda a vida.

Essa é uma forma de atender à educação do futuro, pois muitas profissões já exigem que as pessoas tenham capacidade de desenvolver atividades de forma colaborativa e que tenham um pensamento crítico. Cabe ao educador saber como desenvolver tais habilidades para formar jovens capacitados para a vida. Quer saber mais sobre esse modelo de ensino? É só continuar a leitura!

O que é a pedagogia Waldorf?

A pedagogia Waldorf foi criada por Rudolf Steiner, um filósofo que entendeu a necessidade de desenvolver o ser humano de forma integral, aliando habilidades cognitivas, emocionais e corporais.

Sendo assim, a proposta é utilizar uma metodologia didática para a primeira infância, que compreende de 0 aos 7 anos. Essa é uma fase em que a criança precisa brincar livremente, e o papel da escola é proporcionar experiências sensoriais e motoras para estimular o seu aprendizado. Nos primeiros anos de vida, as crianças aprendem muito pela imitação. Por isso, a alfabetização não é o aspecto principal no período.

A alfabetização começa aos 6 anos e meio ou 7, quando os alunos iniciam no Ensino Fundamental. Eles passam a aprender sobre números, formação de palavras e outros conteúdos necessários para o momento, mas cada disciplina é pensada de acordo com o respeito ao desenvolvimento da criança.

“A pedagogia Waldorf não considera que a criança tem as mesmas capacidades em todas as fases da vida. O conteúdo tem que corresponder àquilo que a criança está preparada para receber, e o mesmo acontece no Ensino Médio. A ideia é que os conteúdos e as metodologias de ensino correspondam àquilo que a criança precisa em cada fase do seu desenvolvimento cognitivo, emocional e corpóreo. Acho que é algo bem característico dessa pedagogia”, explicou Florencia Guglielmo, coordenadora da área de apoio pedagógico na Escola Waldorf Rudolf Steiner.

Quais são os benefícios da pedagogia Waldorf para o desenvolvimento das crianças?

Pode-se dizer que um benefício muito importante é o desenvolvimento das habilidades motoras e perceptivas das crianças. Ao preservar os anos iniciais da infância e proporcionar o ambiente ideal para experimentação, os alunos passam a ter mais destreza, noção de tempo e espaço a partir de suas brincadeiras e vivências. A metodologia utiliza música e arte no aprendizado das crianças para estimular a criatividade.

Dessa maneira, quando ela vai para o Ensino Fundamental, tem uma base consolidada para conseguir se dedicar ao aprendizado e à alfabetização. “Se a criança não tem essas experiências e, na frente, tiver que dar um passo para um pensamento mais abstrato, faltará um fundamento. Então, a pedagogia Waldorf considera que a experiência é a base pela qual o conteúdo e aprendizado podem se ancorar. Se a criança carece dessa experiência, lá na frente ela terá algumas dificuldades” ressaltou Florência.

Além disso, a experiência e as vivências da primeira infância possibilitam o amadurecimento social e emocional das crianças. Os jardins Waldorf são visitados por alunos de diferentes faixas etárias. Eles convivem naquele espaço e podem fazer experimentações sociais, o que oportuniza esse amadurecimento emocional.

“Na pedagogia Waldorf, a gente não separa o que é um processo de educação do intelecto do que é uma educação emocional, do que é a parte física, a agilidade que a criança tem, a disponibilidade para o trabalho. A gente olha para tudo integrado. A pedagogia Waldorf propõe educar todos esses âmbitos. Quando o jovem sai da escola e percorre o currículo todo, ele identifica possibilidades que vão além do conteúdo para o vestibular. Sai com muitos talentos para utilizar na vida”, salientou a coordenadora.

Como é o relacionamento da escola com os pais e como isso influencia os alunos?

De acordo com Florencia Guglielmo, na maioria das escolas Waldorf, os pais, muitas vezes, chegam sem conhecer muito sobre a pedagogia, mas ficam maravilhados com aquilo que eles já percebem na proposta pedagógica.

Sendo assim, faz parte do trabalho dos professores da educação infantil e fundamental falar sobre a importância do respeito em cada fase do desenvolvimento da criança. Eles também precisam ter um cuidado com o conteúdo que a criança tem acesso e que tipos de experiências são as mais adequadas para favorecer o desenvolvimento da criança.

Logo, fica a cargo da família o quanto ela está disposta a modificar hábitos e conceitos para entrar em sintonia com a proposta pedagógica da escola. “Muitas famílias ficam muito felizes de fazer tais modificações que impactarão positivamente as crianças, mas não é uma proposta para as famílias”, explicou Florencia.

Quais são os princípios das escolas que seguem a pedagogia Waldorf e como é a relação com os professores?

A maior parte das escolas Waldorf são organizações sem fins lucrativos. Geralmente, são os próprios pais de alunos que se unem para criar a escola, repassando todo o aporte financeiro para contratação de professores.

Nesse sentido, a ideia principal é o professor também fazer parte da administração da escola, buscando se responsabilizar por todos os processos e a comunidade em que está inserido. Os educadores, então, têm muitas funções dentro das escolas e auxiliam no levantamento das necessidades do espaço.

Logo, ele não é apenas um professor e funcionário, mas sim alguém que faz parte da instituição escolar e tem muita participação na prática pedagógica. Por isso, é fundamental que esse educador tenha um diploma reconhecido pelo MEC em pedagogia, e também passe por uma formação específica pela pedagogia Waldorf para entender todas as peculiaridades desse modelo de ensino.

Será que o modelo de pedagogia Waldorf é o futuro da educação?

“Acredito sim que é uma pedagogia que tem profundo respeito pela infância e pelo jovem. Toda a sua concepção é extremamente respeitosa em relação às fases de desenvolvimento. É uma proposta pedagógica que não vai na linha da especialização. Ao longo de todos os anos escolares, o indivíduo tem a possibilidade de desenvolver os mais diferentes talentos. [A pedagogia Waldorf] abarca muito as necessidades dos jovens e crianças, enfim, as suas experiências”, reforçou Florencia.

Sendo assim, o modelo de ensino das escolas Waldorf busca valorizar o professor e também repassa aos alunos a importância de respeitar o ser humano. Dessa maneira, o jovem sai da escola com a capacidade de escolher qual caminho deseja para o seu futuro profissional. Logo, a pedagogia Waldorf oferece um caminho de formação pessoal que prepara o jovem para a vida e para as profissões do futuro.

Enfim, a pedagogia Waldorf forma alunos capazes de se adaptarem às exigências do mercado de trabalho. Ser um professor nesse modelo de ensino é desafiador, pois exige habilidades para entender o ser humano e desenvolver o seu potencial. Todavia, também é muito gratificante porque o educador consegue perceber o desenvolvimento de seus alunos.

Quer saber mais sobre o nosso modelo de ensino? Conheça o nosso curso de pedagogia ou entre em contato com a nossa equipe!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário