Ted talks para inspirar professores Ted talks para inspirar professores

7 Ted Talks para inspirar professores

6 minutos para ler

Quer acompanhar as atualizações na carreira e, ao mesmo tempo, ter insights preciosos que estimulem sua atuação como docente? Neste texto, reunimos 7 Ted Talks para inspirar professores. Afinal, ser professor no Brasil pode significar enfrentar muitos desafios em um cenário no qual a educação é pouco valorizada. Em contrapartida, a criatividade é uma das ferramentas para desenhar planos de aula que vivificam a matéria apresentada.

Mesmo que dentro da Pedagogia Waldorf muitas diretrizes sejam indicadas para a atuação do professor, a liberdade e dedicação para encontrar o caminho adequado para trabalhar com determinado grupo de alunos em determinadas circunstâncias é muito importante.

Por isso, se você já é ou pretende ser um profissional da área da educação, o conteúdo a seguir pode ser uma excelente fonte para desenvolver novas perspectivas. Boa leitura!

Entenda o que um Ted Talk pode ensinar aos professores

Ted Talks é uma expressão em inglês. TED é, na verdade, a sigla para Technology, Entertainment, Design — ou Tecnologia, Entretenimento e Design, no sentido de planejamento. Talks significa conversa, que é o formato das palestras desse tipo de encontro.

O primeiro Ted Talks aconteceu em 1984, nos Estados Unidos. Seu fundador, Richard Saul Wurman era arquiteto e tinha o objetivo de criar um modelo de encontro no qual os temas seriam tratados de forma direta e com aplicação prática. O Ted Talks ficou famoso pelas apresentações de curta duração, cerca de 15 minutos.

Atualmente, temos talks (conversas ou palestras) sobre variados temas, e a área de humanas é uma das que mais se desponta. A educação é uma das subáreas com grandes conversas, trazendo perspectivas capazes de ajudar o professor a se entender melhor dentro do organismo vivo que é uma comunidade escolar, além de reforçar os motivos para ser professor.

Veja 7 Ted Talks para inspirar professores

Além dos estudos constantes e comuns na vida de um professor, é importante encontrar outras formas de se inspirar. Podem ser filmes que dialogam e estimulam a reflexão sobre a docência ou palestras, vídeos, livros, podcasts, entre outros. A seguir, veja a nossa seleção de talks.

1. É preciso aliar educação e criatividade — Ken Robinson

Nesse talk, Ken Robinson traz de forma leve e descontraída um tema muito sério nos ambientes escolares: esses espaços deveriam estimular a criatividade, e não trazer modelos que enfraquecem e marginalizam essa qualidade importantíssima para o desenvolvimento do estudante e para sua atuação no mundo, já na vida adulta.

Hoje ainda é comum encontrarmos um modelo educativo cheio de regras e dogmas em vez de soluções como a Pedagogia Waldorf, que traz a consciência e permite que a criatividade flua nos processos construtivos do saber.

2. Toda criança precisa de um campeão — Rita Pierson

A apresentação de Rita Pierson sobre a importância do professor como exemplo para os seus alunos é surpreendente. Em uma linguagem própria ela apresenta uma verdade muito inspiradora: uma criança não vai aprender algo de alguém que ela não crie vínculos ou não goste.

O ponto alto da conversa é a chamada para entender que essa relação pode ser criada e cultivada com uma boa dose de empatia e um olhar respeitoso e atento para toda a turma.

3. Ensinar os professores a criar magia — Chris Emdin

Qual será o segredo capaz de fazer com que a turma realmente preste atenção na aula? Chris Emdin mostra que os resultados obtidos por uma parte de professores considerados de sucesso pode muitas vezes ser vista como uma magia, algo especial daquele educador. Entretanto, ao longo da apresentação ele indica que a resposta talvez seja muito mais prática quanto parece.

4. O poder da paixão e da perseverança — Angela Lee Duckworth

Assim como muitos professores Waldorf, o caminho feito por Angela Lee Duckworth para chegar na docência foi um pouco mais longo, com outras formações na bagagem (anteriores e posteriores ao início da atuação). Nesse Ted Talks você vai perceber um segredo muito importante que separa os estudantes bem-sucedidos daqueles que, às vezes, até desistem do caminho, abandonando a escola.

5. A aula baseada no monólogo faliu — Luciano Meira

Na Pedagogia Waldorf, a arte da fala é uma das ferramentas para a atuação na sala de aula. Nessa apresentação, Luciano Meira mostra por outros caminhos que o modelo de aula tradicional, baseado no monólogo, já caiu por terra. Ao longo da conversa, o palestrante traz quatro pilares a serem considerados para promover um ambiente favorável: cenários, experiências, pessoas e redes.

6. Ensine artes e ciências juntas — Mae Jemison

A Pedagogia Waldorf entende o papel da arte durante todo o processo de aprendizagem. Nessa conversa, a astronauta, médica e dançarina Mae Jemison traz esse questionamento, apresentando alguns estereótipos formados a respeito de cientistas e artistas. Ela mostra como artes e ciências, intuição e lógica, precisam trabalhar juntas para garantir uma educação de qualidade.

7. Como falar de forma que as pessoas queiram ouvir — Julian Treasure

Assim como o primeiro professor, alguns docentes marcam a vida dos estudantes, sendo uma grande referência e despertando boas memórias. Entretanto, antes que isso ocorra, é importante conseguir a atenção dos alunos, um dos pontos abordados por Julian Treasure nessa Talk.

Afinal, a imagem de um docente falando como se ninguém estivesse realmente interessado no que é dito talvez seja bem comum no campo educacional. Entretanto, essa não precisa ser uma realidade. Com um trabalho de educação musical, a exercitação das cordas vocais e o exercício da empatia, Julian Treasure mostra que é possível sim atrair o público.

Gostou desses Ted Talks para inspirar professores? Como você deve ter percebido, nem todas as conversas são exclusivamente direcionadas à área da educação. Afinal, é importante saber dialogar entre os diversos meios. Muitas vezes, as soluções para situações pontuais dentro de uma sala de aula podem estar presentes em fontes não usuais. Se o professor é exemplo, então ele precisa ter genuína curiosidade e estar aberto ao conhecimento.

Gostou do nosso artigo? Então, assine a nossa newsletter e receba os melhores materiais sobre educação e Pedagogia Waldorf!

Posts relacionados

Deixe um comentário